11 de maio de 2010

Concorra a 2 Kits para assistir "Utopia e Barbárie" nos cinemas


Numa parceria entre esse blog e a agência Núcleo da Idéia, sortearei 2 kits contendo: 2 convites individuais para assistir "Utopia e Barbárie" nos cinemas, camiseta e cartaz do filme para quem me segue no twitter.

Para ganhar, é muito fácil. Basta retweetar (que pode ser tanto pela maneira antiga ou pelo botão nativo do twitter) a seguinte mensagem JUNTO com o link Migre.me:

Quero ganhar o kit do filme "Utopia e Barbárie" que o @rubinho_ está sorteando http://migre.me/DUQP

O resultado sairá amanhã (12/05) às 15hrs, via Sorteie.me.

Boa sorte.

[UPDATE]

Promoção encerrada:
Os ganhadores foram os usuários @ajudaeu e @CenasdeCinema.


(clique na imagem para ampliar)



Continue lendo >>

9 de maio de 2010

Dia das Mães. Saudades. Algumas palavras

Costumo achar bem chato pessoas que só sabem falar e pensar no passado. Mas hoje, quando acordei e talvez pela representação do dia, a saudades me pegou com força.

Talvez seja o efeito de algum sonho que tive ou, quem sabe, em razão de alguma conjunção astral. Sei lá. O fato é que acordei com esta tal de saudade.

Tenho saudade de minha infância, de pessoas que passaram por minha vida, de amigos que não vejo há anos e de, principalmente, minha mãe.

Minha mãe. É, acho que no fundo, toda esta saudade é dela.

Às vezes penso o porque dela ter saído tão cedo da festa. De não ter ficado mais um pouco por aqui.

Poderíamos conversar mais, rir mais, contar mais histórias, ouvir mais músicas e ver mais televisão juntos. Sinto falta de pegar o telefone e ligar pra ela. De contar todas as minhas realizações, desilusões e compartilha meus medos. De ouvir suas palavras de conforto. Sinto falta de nossas brigas, quando tentava convencê-la que era, ao meu modo, feliz com a vida que tinha escolhido.

Enfim, a saudade traz apenas perguntas e infelizmente não traz respostas.

Aliás, na sua essência, a saudade traz um único questionamento, que se repete das mais diferentes formas:

Por que você foi tão cedo?
ou
Por que não ficou mais comigo?

Felizmente, a saudade também traz o prazer da memória. Seja da comunhão, de algum encontro, de alguma ligação profunda que pode ter se estendido no tempo, mas que pode, também, ter sido fortuita e efêmera.

Sei lá... Não sou nenhum especialista em saudade. Não sou um teórico. Sou apenas alguém que acordou com este sentimento. Alguém que está tentando falar, a despeito do nó na garganta.

É... A saudade é nó também. Nó daqueles que nem criança e nem gente grande consegue desatar.

Domingo. Dia das mães. Um forte abraço de urso para todos que, assim como eu, não tem mais a sua do lado pra comemorar essa data. :)

Continue lendo >>

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO