10 de outubro de 2008

CONSCIÊNCIA


Nascemos, vivemos e morremos. Isso é o lado comum da vida. A utilidade da vida na existência do espírito é que tem o verdadeiro desafio para a nossa compreensão. Observando então a forma como vivemos, podemos perceber que o sentido oculto está no desenvolvimento da nossa consciência em nossa existência plena.

Vivemos na observância das coisas do mundo, através dos nossos sentidos, e com eles sobrevivemos e fazemos acontecer as coisas necessárias para o nosso bem estar e nosso trabalho naquilo que nos é proposto no dia a dia. Assim, o propósito de nossa essência é a nossa consciência, no seu desenvolvimento.

Vibramos desde o mundo mineral até o hominal em busca deste desenvolvimento. É neste labor que aprendemos quem somos em cada estágio para seguir para o supra-hominal, e é neste exercício que nos aprimoramos e desenvolvemos o conhecimento preciso para que possamos chegar a uma possível plenitude.

Quando rompemos a casca do ovo da consciência, somos eternos, pois paramos de nos identificar com a finitude do mundo e passamos a viver as nossas vidas dentro daquilo que somos de fato.


5 deixaram seu recado:

.lucas guedes 10 de outubro de 2008 11:35  

profundo. eu acredito na eternidade das pessoas.

Thiago Gagante 10 de outubro de 2008 12:00  

Eu odeio minha consciência!

Thiago Gagante 10 de outubro de 2008 12:29  

Eu tb achei uma bosta o meu, mas acontece q não vai sair nada melhor hj. uhauhauhauauh

Too-Tsie 10 de outubro de 2008 20:58  

Eu do alto dos meus 32 anos, ainda me sinto meio perdido, agora mais ainda né? Mas tem nada não, a gente se acha.

Klero 14 de outubro de 2008 22:28  

é fato.
consciência pesa, voa, faz o diabo... e nos prende
mas sem ela, seria anarquia total

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO