30 de junho de 2008

RICE'S DAUGHTER

A primeira vez que ouvi Damien Rice foi na trilha sonora do Filme Closer (maravilhoso por sinal). Lembro dos primeiros acordes do seu maior hit - The Blower's Daughter - e o quanto aquela melancolia proferida me encantou.

Damien Rice nasceu em 7 de dezembro de 1973, em Celbridge, no condado de Kildare, na Irlanda. É o segundo dos três filhos de George e Maureen, um casal trabalhador, e sempre foi considerado a ovelha negra da família.

Desde cedo, ele encara a música como uma excelente maneira de não apenas expressar, mas também de tentar compreender toda sua melancolia. É por isso que, logo no começo dos anos 90, ele se juntou a alguns colegas de colégio e formou a banda Juniper, da qual era vocalista, além de compor e escrever todas as músicas do grupo. No entanto, atritos com a gravadora (PolyGram) e pequenos conflitos internos, causados principalmente pelo perfeccionismo do Damien e por suas opiniões fortes e sempre diferentes das dos outros, fizeram com que ele deixasse a banda, oito anos depois de sua formação. Os outros integrantes continuam juntos, formando o Bell X1.

Em março de 1999, Damien Rice decidiu largar tudo e se mudou para a Toscana, na Itália, passando a viver do que plantava e cantando na rua para conseguir alguns trocados. A experiência, diz ele, mudou sua vida. No ano seguinte, ele voltou para Dublin, com ânimo revigorado e repleto de idéias novas. Juntou-se, então, a um grupo de músicos (Lisa Hannigan, que compartilha os vocais com ele; Vyvienne Long, que toca piano e violoncelo; Shane Fitzsimons no baixo; e Tomo na percussão), e lançou, em meados de 2002, seu primeiro álbum: "O". O CD foi gravado no quarto do cantor, com poucos instrumentos devido ao pequeno orçamento – o que explica o tom acústico que o disco adquiriu. O cantor admite que esperava que o CD não vendesse mais que mil unidades - o que explica a sua surpresa pelo fato de "O" ter batido a marca de 2 milhões de álbuns vendidos.

E é aqui que entra a característica mais forte do Damien: ele odeia o sucesso. De acordo com as suas próprias palavras, "o dinheiro só me faz me sentir fora de equilíbrio com meus amigos, então não quero mais dinheiro. A mesma coisa com a fama. Não quero ser famoso. Não sou uma celebridade.”

Damien Rice é assim: confuso, melancólico, mulambento (usa camisetas velhas e calças rasgadas nos shows), tímido, complicado, jovial, experiente – para muitos, um gênio.

Fonte: Wikipedia

4 deixaram seu recado:

Uillow 1 de julho de 2008 13:48  

Eu gosto das músicas dele, e não sabia que ele era tão "desapegado" materialmente assim... ganhou mais um ponto comigo!

Abraço!

MMA 2 de julho de 2008 11:16  

Apesar de ser muito muito muito fã de 'Blower's daughter', é 'Nine crimes' que marca parte da minha trajetória, especialmente ao que diz respeito ao coração, pois, involuntariamente, se tornou um dos melhores temas de amor que eu podia imaginar em ter.

Clebs 3 de julho de 2008 19:47  

Olha, eu acho que ele só ficou conhecido por causa de "The Blower's Daughter", justamente por causa do filme.

Cara, coloca a Julia Roberts do meu lado para você ver se eu não apareço em to-das as revistas e sites do planeta no dia seguinte...

Anyway, eu AMO essa música, e fiquei curioso para conhecer o trabalho dele, só que ao ver deu uma preguiça...ZZZZZzzzzzzz. Ele tem o mesmo probleminha que o James Blunt. É um outsider.

Ah Falei.

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO