19 de junho de 2008

GAROTAS GILMORE

Gilmore Girls sempre foi (e continuará) sendo rotulada como uma série “mulherzinha”.

O show não tinha o arrombo dramático de “Grey’s Anatomy”, tão pouco os malabarismos de roteiro de “Desperate Housewives”. Mas, aí que estava a graça. Sua simplicidade. No olhar singelo da vida de uma mulher que foge de seus medos e busca sua felicidade.

Sinto saudades dos papinhos Rory-Lorelai, jantar na casa de Emily, as bizarrices deliciosas dos habitantes de Stars Hollow, Luke, papo-melhores-amigas Rory e Lane...

A série ficou sete temporadas no ar, sendo que a sexta e a última temporada já não estavam mais na mão de sua criadora, Amy Shermann-Palladino. Desde sua saída, muitos fãs ficaram desgostosos com a série, pois a roteirista e criadora de "Gilmore" era a alma e o sucesso desta.

Existem possíveis rumores da produção de um filme contando a saga das garotas Gilmore. Com o sucesso comercial de Sex and The City, não duvido que isso algum dia se torne realidade.

2 deixaram seu recado:

MMA 20 de junho de 2008 17:14  

Sabe o que é mais gostoso?! Ter uma vida assim. Por mais que alguns achem impossível, eu digo que é possível. Felicidade/Simplicidade. Como canta Jewel: what's simple is true.

Klero 22 de junho de 2008 13:47  

Eu espiava de vez em quando, mas realmente não me sentia muito próximo do universo. Os diálogos eram bem feitos, isso é verdade...

às vezes falta um pouco de coisas simples na TV, e depois da onde Lost, Heroes e DH, ficou difícil algumas séries se sustentarem

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO